• todos
  • produtos
  • artigos
Sem resultados
A Padaria

A PADARIA PORTUGUESA NASCEU

EM 2010, NUMA PEQUENA FÁBRICA

EM SAMORA CORREIA.

Nuno Carvalho
Fundador e CEO

Corredor de maratonas, Nuno colabora inúmeras vezes com as melhores universidades através da partilha da experiência no lançamento e gestão da A Padaria Portuguesa. É Board Advisor da empresa Feels Like Home e membro do Conselho Consultivo da Operação Nariz Vermelho.

Licenciado em Gestão pelo ISEG em 2000, participou no programa de Finanças da London School of Economics em 1998 e no Management Accelaration Programme da Insead, Fontainebleu, em 2003. Entre 2000 e 2010 desempenhou funções no Grupo Jerónimo Martins, onde passou pelas Direções de Marketing e Operações, tornando-se Executive Board Member e Diretor de Unidade de Negócio em 2007.

Assim se materializava a ideia visionária do nosso CEO, Nuno Carvalho.

Eram outros tempos. Tempos em que os portugueses, e sobretudo os lisboetas, iam cada vez mais comprar o seu pão às grandes superfícies, quase sempre distantes das zonas de residência. A nossa missão passava por resgatar um sentimento bairrista em declínio, com produtos de fabrico próprio, um atendimento personalizado e acolhedor, e a oportunidade generalizada de tomar o pequeno-almoço fora de casa.

Paulo Cardoso
Chef

Ao fim-de-semana encontramo-lo com os filhos a fazer surf pelas praias da Ericeira, mas o Paulo também gosta de tocar guitarra e de estar com a sua família e amigos. Foi o primeiro funcionário da Padaria Portuguesa, tendo desenvolvido e criado a maior parte dos produtos que hoje vemos nas montras das nossas lojas.

 

Com formação base em Pastelaria e Panificação pelo CFPSA, fez também vários cursos de panificação e viennoiserie na École de boulangerie et de pâtisserie de Paris. Antes de chegar à Padaria trabalhava no Sheraton Lisboa Hotel & Spa.

O chef Paulo Cardoso, ainda hoje connosco, foi o primeiro funcionário d’A Padaria Portuguesa.

Criou, testou e aperfeiçou grande parte das nossas receitas mais icónicas – o pão de deus foi a primeira e, provavelmente, mais marcante de todas elas.

Simples ou misto, foi conquistando o seu espaço no dia-a-dia dos portugueses e, hoje em dia, é conhecido e admirado um pouco por todo o mundo.

2009

A ideia. Uma Padaria à medida dos portugueses, com inspiração vinda de Paris, Londres e Berlim.

2010

Abertura da primeira Padaria na Av. João XXI, em Lisboa. Do pão de Deus ao sumo de laranja, um menu pequeno-almoço que anda nas bocas do mundo.

2012

Criação do icónico croissant brioche, aprimorado com vinho do Porto e enrolado à mão.

2014

Cada vez mais perto dos portugueses. São cinco mãos cheias de lojas espalhadas por Lisboa.

2016

Abertura da Padaria do Príncipe Real, um projeto da artista portuguesa Joana Astolfi.

2017

A nova fábrica de Marvila produz, todos os dias, milhares de pães e bolos para as 50 padarias já existentes.

2018

Inaguração do LAB, o centro de inovação da Padaria, onde é criada a nova gama de pão artesanal, com farinhas de moleiro e massa mãe.

2019

O pão artesanal chega às sandes de almoço, com variedades para todos os gostos e metades à escolha.

2020

O artesanal chega ao digital com o lançamento da app da Padaria e a entrada nas plataformas de entrega ao domicílio.

2021

A Padaria Portuguesa chega a Setúbal, com produtos exclusivos da região: cachorro de choco frito, croissant com calda de Moscatel e pudim de nozes conventual.

2022

Lançamento da campanha de reposicionamento, sob o mote “Sabe o que anda a comer?”, que leva a cabo um estudo sobre os hábitos alimentares dos portugueses.

Cada vez mais próximas de todos, as nossas lojas foram-se tornando, mais do que locais de passagem, pontos de encontro para casais, famílias, trabalhadores, estudantes e turistas.

O chão em mosaico tricolor, as paredes com o quadro da ceifeira ou as peneiras, a bicicleta à porta, a música lusófona e o aroma a pão quente em muito contribuíram para essa vontade de permanecer.

AO FIM DE MAIS DE UMA DÉCADA DE

HISTÓRIA, A PADARIA PORTUGUESA MUDOU.

Mudou matérias-primas. Mudou receitas. Mudou a logo marca. Mudou a imagem e decoração das lojas. Mudou as fardas dos colaboradores. Mudou o serviço de loiça de café. Atualmente, temos 59 lojas totalmente renovadas, com uma identidade mais simples e sofisticada, espalhadas por um total de 8 concelhos e 2 distritos. Na renovação das lojas, optámos por utilizar materiais locais, como o mármore de Estremoz e terracota trabalhada por artesãos portugueses.

Carlos Pina
Diretor de Qualidade e Inovação

Praticante de pilates e de mini-maratonas, gosta de fazer viagens gastronómicas que o inspirem. Entrou para A Padaria em outubro de 2010, como responsável de produção na fábrica de Samora Correia. O maior motivo de orgulho n’A Padaria foi a abertura do atelier de desenvolvimento e inovação na Loja de Duque d’Ávila, que mais tarde passou para o LAB.

Licenciado em Engenharia Agro-Industrial pelo ISA, fez também uma pós-graduação em Marketing e Comercialização de Produtos Alimentares na Universidade Moderna. Após a Licenciatura, participou num projecto de investigação na área alimentar. Desempenhou funções de Técnico Alimentar na associação do sector alimentar ANCIPA, tendo depois exercido a função de Director da Qualidade na Fermentopão.

Com a supervisão fundamental do nosso Diretor de Qualidade e Inovação, Carlos Pina,

desenvolvemos uma nova oferta de produtos, com base em matérias-primas de maior qualidade e frescura. e menor impacto ambiental. Substituímos o café tradicional por um blend exclusivo de café orgânico e as farinhas industriais por farinhas de moleiro; aumentámos a nossa oferta vegetariana; criámos, pela primeira vez, pão sem glúten; e começámos a envolver-nos em projetos de economia circular, reaproveitam desperdício para gerar novos recursos, como é o caso da parceria com a Nãm Mushroom Farm, que transforma as borras do nosso café em cogumelos, com os quais fazemos sandes e saladas.

ACORDAMOS TODAS AS MANHÃS E LIGAMOS O FORNO COM O MESMO DESEJO: O DE CRIAR NOVAS TRADIÇÕES.

Queremos valorizar e preservar o que há de melhor no passado, inspirando e sendo parte da mudança, seja na comida que preparamos diariamente ou em novas formas de agir, pensar e estar. Nesta fusão entre o antigamente e o agora, o saber-fazer português é enriquecido pela diversidade que encontramos no mundo lá fora.

SEMPRE QUE POSSÍVEL,

PRIVILEGIAMOS A PRODUÇÃO PRÓPRIA.

Com uma equipa com mais de 100 pessoas, a nossa fábrica em Marvila dá-nos a autonomia e a garantia de qualidade de que precisamos para conseguir produtos sempre frescos, dia sim, dia sim.

Embora contemos com a ajuda de máquinas para produzir maiores quantidades, são a s mãos dos nossos padeiros e pasteleiros que fazem toda a diferença e tornam cada um dos nossos produtos verdadeiramente únicos. O amassar e moldar do pão, o enrolar dos croissants, o abrir dos pastéis de nata, o rechear e decorar bolos grandes são alguns dos processos de produção que mais requerem o tão diferenciador toque humano. Daqui, saem milhares de pães e bolos para todas as Padarias, a cada madrugada, transportados pelos motoristas do nosso centro logístico.

Faz parte desta família!

Carreiras